Quintessa, aceleradora de impacto referência na área, apresenta novo posicionamento, frentes de atuação e marca

Tempo de leitura: 7 minutos

Com mais de 250 negócios impulsionados, empresa se torna ecossistema de soluções para desafios sociais e ambientais relevantes no país 

O Quintessa, aceleradora de impacto pioneira no Brasil, apresenta essa semana seu novo posicionamento. O lançamento consolida suas frentes de atuação, marcadas pela maturidade e profundidade adquiridas em seus doze anos de experiência, justamente neste momento em que o tema ESG é cada vez mais reconhecido como relevante. Quando surgiu, o termo “negócios de impacto” nem existia no Brasil – e o Quintessa participou ativamente da definição do assunto, bem como se tornou referência na área.

O Quintessa já impulsionou o crescimento de mais de 250 negócios de impacto e mapeou mais de 5 mil startups, sendo hoje referência na temática de inovação com impacto positivo. A empresa reforça seu propósito em fazer com que os desafios sociais e ambientais do país possam ser superados por meio de uma nova forma de fazer negócios.

Com a bagagem adquirida ao trabalhar com grandes parceiros como Braskem, Ambev, Fundação Lemann e Instituto BRF, além de startups e empreendedores que hoje são cases emblemáticos do setor, como Boomera, Hand Talk, 4YOU2, Courri, Escola do Mecânico e Vitalk, e a parceria de mais de 60 mentores renomados, incluindo o fundador Leo Figueiredo, o Quintessa deixa de se posicionar apenas como ‘aceleradora de negócios de impacto’ e passa a ser uma ‘aceleradora de impacto’. A mudança, que à primeira vista pode parecer sutil, não é. 

Ela marca a evolução do modelo para ser um ecossistema de soluções para os desafios sociais e ambientais centrais e o principal parceiro de startups, grandes empresas, institutos, fundações e investidores que estão comprometidos em transformar o país por meio de iniciativas inovadoras e empreendedoras. Além de abranger os públicos com os quais trabalha, a evolução revela o foco na solução dos desafios relevantes, passando a aceleração a ser vista como uma das soluções possíveis – complementar aos programas de CVC, implementação de pilotos, cocriação de soluções e outros formatos que têm executado.

“Com o boom do termo ESG nos últimos meses, há o risco do olhar para as práticas empresariais sob a lente do impacto positivo, que deve ser genuíno e profundo, se tornar superficial e meramente midiático, impulsionado apenas por uma leitura de oportunidade de mercado”, afirma Anna de Souza Aranha, diretora do Quintessa. “Quando nós começamos, há 12 anos, éramos até vistos como um grupo de lunáticos, falando em unir lucro e impacto positivo, repensar o papel das empresas e ter uma atuação humana e consciente. Vivenciamos o nascimento do setor de negócios de impacto, bem como dos movimentos de aceleração, inovação aberta, venture capital, ESG etc, sempre muito atentos e críticos para garantir nosso protagonismo com uma atuação consistente. Nossos primeiros anos foram dedicados a consolidar cases concretos, que comprovassem que este era um caminho possível, o que realizamos por meio de nossos programas de aceleração próprios. Nos últimos cinco anos, passamos a apoiar parceiros e grandes empresas a inovarem com impacto. Agora, consolidamos nossas expertises e visão sistêmica sobre o setor nos apresentando como um ecossistema de soluções”.

Gabriela Bonotti, diretora do Quintessa, complementa: “Mais do que consolidar nosso pioneirismo e experiência, sentimos a necessidade de reforçar a nossa essência e nosso compromisso inalienável com o impacto positivo. Nos apresentamos como o principal parceiro para apoiar as empresas e organizações comprometidas, para valer, com impacto positivo e uma nova forma de fazer negócios, atuando na sua jornada de transição e evolução nessa direção.”

Ecossistema de soluções

As três frentes de atuação do Quintessa (Empresas, Negócios de Impacto e Parcerias), acontecem de forma integrada, unindo pessoas, soluções e organizações. 

Negócios de impacto: Programas para empreendedores em diferentes estágios de maturidade (Validação, Ida a Mercado, Tração e Escala) focados em estruturar a gestão, impulsionar o crescimento e captar investimento para negócios de impacto.

Empresas: Iniciativas para empresas comprometidas com uma nova forma de fazer negócios, apoiando sua jornada de transição e crescimento nessa direção. Conectam empresas e startups de impacto e desenvolvem soluções por meio da inovação aberta, indo da concepção estratégica da iniciativa, à curadoria das startups e execução dos programas.

Parcerias: Iniciativas que trazem abordagens inovadoras para a geração de impacto positivo. Criam soluções para institutos, fundações, family offices, investidores e demais organizações do ecossistema se relacionarem com startups e suas soluções de impacto.

As frentes de atuação são reflexo de uma escuta atenta às demandas do mercado e de uma postura propositiva: “Começamos executando nosso próprio programa, entendemos que as empresas precisavam de suporte para qualificar seus programas de inovação aberta, depois entendemos que havia um gap também na concepção estratégica destes programas… Nossas frentes de atuação têm origem na intensa escuta do mercado e na visão crítica que trazemos propondo soluções relevantes para mudar o jogo. Criamos programas focados em startups de impacto de variados estágios e com distintos focos – do viés de investimento ao de venture philanthropy, do viés de desenvolvimento de ecossistema ao focado em resultados em novos negócios. Ao ouvir empreendedores, empresas, investidores e entender profundamente seu olhar, conseguimos garantir consistência na proposta de valor das nossas iniciativas”, diz Anna.

Além de consolidar a atuação mais abrangente, o ano também foi marcado pelo crescimento do Quintessa, tendo aumentado a quantidade de novos parceiros clientes e dobrado a quantidade de pessoas no time, de 12 para 27.

O Quintessa tem diversas metodologias proprietárias, características por serem baseadas em profundidade e personalizadas para garantir a assertividade para cada parceiro e startup. Outro aspecto de destaque é sua equipe de gestores e mentores, que possuem vasta experiência, além de uma rede qualificada de investidores e potenciais clientes para conectar a todos.

“Ainda assim, além do ‘o que’ entregamos, o que mais ouvimos de diferencial é sobre o ‘como’ entregamos, a nossa forma de atuar: profunda, intensa, baseada em parcerias verdadeiras, humana e acolhedora, questionadora e propositiva, com soluções de ponta a ponta, comprometida com resultados relevantes, indo do estratégico ao operacional”, complementa Anna.

“Nosso intuito é liderar as pautas de desenvolvimento social e ambiental, fazendo a integração entre lucro e impacto. Queremos estimular pessoas e negócios a potencializar iniciativas de impacto positivo e agir em prol da realidade que queremos construir. O que mais gostamos é apostar naqueles que empreendem para transformar a realidade do país de forma genuína”, afirma Gabriela.

Nova marca

Para enfatizar a transformação, apresenta novo logo, relembrando a origem do nome Quintessa – o quinto elemento,  a “quintessência”, depois da terra, do ar, do fogo e da água. 

Desenvolvida pela MiLLHOUSE MKT, de Luiz Tastaldi, o que eram três cores mescladas na logo, agora são cinco cores sólidas, que expressam um universo em si: terra, água, fogo, ar e o quinto elemento, a quintessência. Uma palavra que simboliza aquilo que é invisível, mas que traz sentido e conecta todos. Aquilo que cada vez mais tem mais valor. O significado é buscar ir além do conhecimento técnico e do que é explícito – e ter atenção ao invisível e às relações intangíveis que estão por trás e dão vida aos negócios.

 

O que você achou desse texto?

Obrigado pelo feedback!

Acompanhe nossas redes sociais.

Como podemos melhorar nossos conteúdos?

Conte-nos o que achou do texto.