Inovação e Impacto

Por que ter uma aceleradora parceira nos programas de inovação aberta?

Por que ter uma aceleradora parceira nos programas de inovação aberta?

8 minutos Ao criar uma iniciativa de inovação aberta, algumas empresas preferem realizá-la com um time interno, enquanto outras contam com o apoio de especialistas – aceleradoras e incubadoras – para realizar o programa. A escolha entre internalizar a iniciativa ou realizar em parceria depende de diferentes aspectos, e cada um dos caminhos tem suas vantagens e pontos de atenção, especialmente quando adicionamos a lente da sustentabilidade e impacto positivo integrada à inovação, um tema ainda novo para muitas organizações. Acreditamos que é mais Continue lendo

O que está faltando e por onde devemos avançar para trabalhar o S do ESG?

O que está faltando e por onde devemos avançar para trabalhar o S do ESG?

2 minutos Além de tirá-lo da sombra do aspecto E, as empresas e fundos precisam debater o S sob os ângulos que mais importam para a melhoria da nossa sociedade Para introduzir o assunto, vale começarmos com dados que orientam o nosso olhar sobre o S do ESG: No Brasil, 1% da população adulta detém 28% da renda, e 10% tem 55,5%. Para os 50% mais pobres, sobram 13%. O Brasil é o 7º país mais desigual do mundo, atrás apenas de nações africanas. Continue lendo

Por que fazer um programa de inovação aberta e quais os formatos possíveis?

Por que fazer um programa de inovação aberta e quais os formatos possíveis?

11 minutos O termo inovação aberta foi criado em 2003 por Henry Chesbrough, professor e diretor executivo no Centro de Inovação Aberta da Universidade de Berkeley. O conceito diz sobre uma forma de inovação das empresas a partir da interação de ideias, pensamentos, processos, soluções, tecnologias e pesquisas externas e internas. A empresa pode, ao mesmo tempo, oferecer suas inovações para outras organizações e utilizar recursos externos para inovar, em um processo de colaboração com universidades, laboratórios, outras empresas e startups, por exemplo. Se Continue lendo

O que a Terraformation nos ensina sobre investimento em cleantechs

O que a Terraformation nos ensina sobre investimento em cleantechs

3 minutos Rodada de USD 30 MM de uma startup de impacto ambiental desafia critérios clássicos de investimento em startups Venture Capital (VC) é considerado um business estatístico: de 200 startups que são financiadas pelos principais VCs do mundo, apenas 15 delas geram quase todo o retorno econômico desses fundos, aponta levantamento do CFI. Esta modalidade de investimento consiste na compra de equity (participação acionária) de empresas emergentes. Ao virar sócio, a aposta é a valorização das ações e sua realização em uma possível saída Continue lendo

Diálogos Quintessa | Entrevista com Carolina Pecorari, da Ambev

Diálogos Quintessa | Entrevista com Carolina Pecorari, da Ambev

21 minutos Na terceira edição do Diálogos Quintessa, convidamos Carolina Pecorari, diretora de Sustentabilidade e ESG da Ambev para a América Latina. Falamos sobre as metas de sustentabilidade da Ambev, o processo de definição delas e o papel da inovação aberta e das iniciativas internas para alcançá-las, além de como a sustentabilidade está distribuída em toda a companhia. Você pode acessar a entrevista na íntegra em formato de áudio e vídeo, ou na leitura do texto abaixo.   Como foi a sua trajetória na Continue lendo

ESG na prática: startups oferecem soluções para promover diversidade nas empresas

ESG na prática: startups oferecem soluções para promover diversidade nas empresas

3 minutos A ascensão da temática ESG, sigla que representa as práticas ambientais, sociais e de governança empresariais, tem acelerado o compromisso das empresas em trazer mais diversidade aos seus quadros de colaboradores. Porém, além de estabelecer planos e compromissos públicos, é preciso tirá-los do papel, e para isso as startups de impacto podem ser grandes aliadas. O Quintessa, aceleradora de impacto fundada em 2009, possui uma base de mais de 4 mil startups de impacto e identificou mais de 100 que atuam para Continue lendo

Quem paga a conta do desenvolvimento de um pipeline de negócios de impacto maduro?

Quem paga a conta do desenvolvimento de um pipeline de negócios de impacto maduro?

2 minutos Reflexões sobre caminhos para o amadurecimento do ecossistema No final de 2019 os investimentos de impacto no Brasil somavam US$ 785 milhões, mais que o dobro de dois anos antes (US$ 343 milhões). Com a ascensão do ESG e o olhar dos investidores para o retorno além apenas do financeiro, a tendência é que ainda mais investimento de impacto seja direcionado para o setor (entenda neste outro texto a diferença de investimentos de impacto e ESG). A dúvida que vem então é: teremos um Continue lendo

Criando uma cultura de inovação e impacto positivo

Criando uma cultura de inovação e impacto positivo

16 minutos Acreditamos que o movimento das empresas em direção à inovação, sustentabilidade e práticas ESG não ocorre de uma hora para outra, mas de fato é um processo de transição e uma direção de caminho a ser trilhado. Apesar de começar a agir ser importante, inclusive para gerar aprendizado e começar a tangibilizar intenções, no tempo, apenas realizar iniciativas e práticas isoladas não é suficiente para garantir a consistência que esse movimento precisa. É necessária uma mudança da cultura empresarial, incorporando a inovação Continue lendo

Caminhos práticos para as empresas se aliarem às startups para reduzirem suas emissões

Caminhos práticos para as empresas se aliarem às startups para reduzirem suas emissões

3 minutos Startups e corporações podem se juntar para fomentar inovação e sustentabilidade em diversas cadeias de valor As emissões de gases de efeito estufa vêm sendo amplamente entendidas como uma questão prioritária para o mercado. O crescimento de metas net-zero de grandes empresas, muitas vinculadas à bonds mais baratos, é apenas uma (e talvez a mais marcante) materialização disso. Para o Quintessa, que já está há mais de 11 anos trabalhando com soluções de mercado para superação dos nossos desafios sociais e ambientais junto Continue lendo

Innovability: o que é e porque você deveria conhecer

Innovability: o que é e porque você deveria conhecer

5 minutos Há anos, a inovação e a transformação digital vem sendo colocados como fatores decisivos para a sobrevivência das empresas no nosso tempo. Nos últimos 10 anos, o número de startups no Brasil cresceu 20 vezes, com um grande salto em 2018. Grandes empresas passaram a não só inovar internamente, mas se relacionar com esse ecossistema. Vimos o surgimento de hubs de inovação, plataformas digitais e co-workings patrocinados pelas grandes corporações.  Recentemente, tivemos uma mudança: apesar de um conceito e prática com décadas Continue lendo